Orquestra Popular do Nordeste

OPN em Sobral

Fomos até Sobral, terra natal de Carlos e Carlinhos Patriolino, pai e filho, compositores cearenses que a OPN está pesquisando. Realizamos por lá uma master class, participamos do programa “Alvorada Musical” e apresentamos um concerto.

Primeira Tutoria com André Mehmari em Fortaleza

Mal nos conhecemos e já iniciamos os trabalhos com uma Jam Session em um café na Praia de Iracema. Lá tocaram músicos da OPN – Orquestra Popular do Nordeste e o duo Carlinhos Patriolino e Thiago Almeida.

Pesquisa e arranjos do Ceará

Pesquisamos no Laboratório de Música do Porto Iracema, um repertório de músicas de compositores cearenses, escrevendo suas partituras e arranjando essas músicas para a orquestra.

Em busca da síntese de experimentações com diversas estruturas harmônicas, rítmicas e melódicas, nasce a Orquestra Popular do Nordeste, reunião de estudantes da UECE e músicos da cena cearense. Com doze integrantes divididos em instrumentistas de orquestra e chorinho, a proposta de mesclagem do erudito e popular executa repertório com base em pesquisa da nova geração de autores e também de compositores icônicos 

Pedro Madeira / (85) 9788 1131

ARTISTAS PESQUISADORES

Giltácio dos Santos

Nascido em Fortaleza/CE, em novembro de 1982, sob o signo de Escorpião.

Compositor, instrumentista, educador, artista multimídia e produtor. Integrante do grupo experimental de música: Fóssil. Trabalha transitando em linguagens artísticas que envolve música, cinema, dança, teatro, performance e instalação sonora – desenvolvendo trabalhos em várias cidades brasileiras.

Paralelamente, vem colaborando em trabalhos artísticos de amigos/artistas, tais como:  Narcélio Grud (CE), Fernando Catatau (CE), Uirá dos Reis (CE), Ivo Lopes (CE), Thelmo Cristovam (PE), Felipe Zenícola (RJ), Vitor Colares (CE), Diego Maia (CE), Dudu Tsuda (SP), Icaro Capelo (CE), Rodrigo Colares (CE) e Eduardo Manso (RJ).  Participou de workshops e vivências de estudos musicais, com músicos brasileiros, como: Hermeto Pascoal (AL), Renato Borghetti (RS), Nelson Faria (RJ), Itiberê Zwarg (SP), Fábio Zanon (SP), Duofel (SP/AL) e Antonio Carlos Barbosa Lima (SP).

 

Brenna Araújo Freire e Pedro Ernesto Sales Comelli

Mini currículum

Tutor

André Mehmari

Pianista, arranjador e compositor, nasceu em Niterói (RJ). Iniciou o contato na música com sua mãe, já em Ribeirão Preto (SP). Mudou-se para a capital paulista em 1995, com seu ingresso no curso de piano da ECA-USP. Compositor prolífico e requisitado, apontado como um dos mais originais e completos músicos brasileiros em atividade e premiado tanto na área erudita quanto na popular, teve suas composições e arranjos tocados por muitos grupos orquestrais e de câmara, entre eles OSESP, OSB, Banda Sinfônica do Estado), Quarteto da Cidade de São Paulo e Quinteto Villa-Lobos. Recentes trabalhos incluem orquestrações para a cerimônia de encerramento das Olimpíadas 2016 no Rio de Janeiro e a trilha sonora da primeira série brasileira produzida para a Netflix, “3%”. Além de uma vasta e premiada discografia, Mehmari possui ativa carreira internacional como solista e criou duos expressivos com músicos como Antonio Meneses, Mário Laginha, Gabriele Mirabassi, Antonio Loureiro, Danilo Brito, Hamilton de Holanda, Ná Ozzetti , Maria Bethânia e Mônica Salmaso.

Lab. de Artes Visuais

  • 051/Grande Circular
  • Isolamento Compulsório
  • Novas Abordagens Perceptivas do Real
  • Sonho causado pelo voo de uma abelha ao redor de uma romã, um segundo antes de acordar

Lab. de Audiovisual

  • Ocre
  • Estrada Aberta
  • Tempo de matar cachorro
  • Telma
  • Perdido
  • 7 CAIXAS

Lab. de Dança

  • 233 A, 720 Khalos
  • Afrontamento
  • Afrontamento
  • Corpos Embarcados

Lab. de Música

  • Sila Crvs A.O.A
  • Iracema Som Sistema
  • Ode ao Mar Atlântico
  • Orquestra Popular do Nordeste

Lab. de Teatro

  • Caldeirão de água no deserto – realidades e utopias?.
  • DESPEJADAS
  • Nossos Mortos
  • O retorno a Juberlano