Violeta, líder comunitária, vive um dilema de deixar a comunidade, procurar outro meio de vida ou continuar sua burocrática tarefa de administrar o local. Recebe a notícia que as terras da comunidade vão a leilão judicial pelo não pagamento de uma crédito bancário. A região sofre assédio de uma empresa de energia eólica. Violeta tenta várias alternativas legais para extinguir o problema com o banco. Em uma ação policial, violeta é agredida, quando tenta impedir um abuso de autoridade. Parte da comunidade culpa Violeta pela eminência de perder as terras. Violeta resolve ir pra cidade , procurar Sebastião, e pedir ajuda para assaltar um banco. Juntos formam um bando de 7 indivíduos e se preparam para explodir caixa eletrônico. O assalto é realizado com sucesso. Porém a policia descobre e rouba o dinheiro do grupo. O bando vai para a comunidade e ajuda o local a defender seu território. Um confronto violento com a polícia acontece.

O Lugar

Uma comunidade rural, batizada como São Francisco, em uma região de difícil acesso no Sertão do nordeste brasileiro. A comunidade nasceu em meados década de 1960. Foi formada por algumas famílias que viveram no engenho Galiléia, em vitória de Santo Antão. Neste engenho renasceu o movimento conhecido como ligas camponesas, organização de luta pela distribuição de terras e pelos direitos para os camponeses. Com o Golpe de1964, as ligas foram perseguidas e extintas.

As família migraram em fuga para o sertão e , com o medo da repressão, passaram anos escondendo a sua história. E mesmo em condições precárias passaram a desenvolver algumas lavouras. Mas a comunidade nunca conseguiu prosperar, e os filhos sempre tenderam a sair do local em busca de uma nova vida nos centros urbanos.

Na última década a comunidade de São Francisco conseguiu alguns avanços. Receberam créditos de programas de incentivo a agricultura familiar. E se formaram como cooperativa.

Hoje, 2017, o local vive uma crise. Não conseguem mais crédito bancário. Sofrem uma seca de mais de 5 anos. Ainda não possuem escritura de todas sua terras. Uma Multinacional quer expandir seu parque eólico para as terras de São Francisco.

Lab. de Artes Visuais

  • 051/Grande Circular
  • Isolamento Compulsório
  • Novas Abordagens Perceptivas do Real
  • Sonho causado pelo voo de uma abelha ao redor de uma romã, um segundo antes de acordar

Lab. de Audiovisual

  • Ocre
  • Estrada Aberta
  • Tempo de matar cachorro
  • Telma
  • Perdido
  • 7 CAIXAS

Lab. de Dança

  • 233 A, 720 Khalos
  • Afrontamento
  • Afrontamento
  • Corpos Embarcados

Lab. de Música

  • Sila Crvs A.O.A
  • Iracema Som Sistema
  • Ode ao Mar Atlântico
  • Orquestra Popular do Nordeste

Lab. de Teatro

  • Caldeirão de água no deserto – realidades e utopias?.
  • DESPEJADAS
  • Nossos Mortos
  • O retorno a Juberlano